E-commerce, 17 de Julho de 2017

Aprenda a usar o M-commerce como um diferencial nos negócios

mesa-admin

Mesa Mobile Thinking

Aumentar a lucratividade da empresa e otimizar vendas são dois objetivos de todo gestor, e para conquistá-los é preciso ficar atento às principais tendências tecnológicas do mercado, como as da área mobile. Para se ter uma ideia, as transações via dispositivos móveis subiram 70% no primeiro semestre de 2016 em relação a 2015, conforme o estudo H1 2016 State of Mobile Commerce Report, da Criteo, líder mundial em marketing de performance e publicidade digital. E a tendência é continuar crescendo, tornando o mobile commerce mais presente e importante no mercado.

Existem muitas possibilidades mercadológicas a serem aproveitadas nesse campo, porém, é preciso entender como funciona o mobile commerce, qual o seu potencial de atratividade e de conversão de vendas.

O que é mobile commerce (m-commerce)?
Mobile commerce se refere a qualquer transação comercial realizada por meio de dispositivos móveis, como smartphones e tablets, através da internet, independentemente da localidade onde se esteja e do horário. Resumindo, qualquer negociação de venda e compra de produtos ou serviços, movimentação financeira ou pagamento de obrigações feitas em aparelhos mobile.

As transações podem ser feitas por meio de navegadores ou por aplicativos próprios das empresas de e-commerce instalados nesses aparelhos. Aliás, apps se destacam no m-commerce, pois é possível converter até três vezes mais vendas por meio deles de acordo com o estudo da Criteo.

Vale lembrar que no mobile commerce os smartphones dominam, respondendo por 83% das vendas, ainda conforme o estudo mencionado.

Quais as vantagens do mobile commerce?
Os números acima se devem às inúmeras vantagens das vendas móveis — tanto para lojistas quanto para clientes. Por exemplo, clientes podem:

• Realizar compras em qualquer lugar onde estejam. Assim, eles evitam perder promoções e podem adquirir produtos em oferta mesmo ausentes de casa, como durante uma viagem;
• Fazer transações em qualquer horário, inclusive de madrugada;
• Receber ofertas e promoções que podem ser vistas rapidamente;
• Comprar produtos de outros países facilmente (importar);
• Organizar as transações feitas com a ajuda de aplicativos de organização e controle, etc.

Para os lojistas, as vantagens são:
• Maior alcance de clientes, já que grande parte dos brasileiros possuem um dispositivo móvel, especialmente smartphones. Segundo dados da 27ª Pesquisa Anual de Administração e Uso de Tecnologia da Informação nas Empresas, realizada pela Fundação Getulio Vargas de São Paulo (FGV-SP), em maio de 2016 o Brasil teria em uso 168 milhões desses aparelhos, podendo chegar a 236 milhões até 2018;
• Possibilidade de retargeting, quando ofertas da sua loja virtual são apresentadas aos clientes enquanto navegam em outros sites, isso após eles terem visitado seu e-commerce;
• Aumento da competitividade e ampliação dos canais por onde clientes podem comprar com sua loja;
• Acompanhar o mercado, pois muitos concorrentes já estão presentes no m-commerce.

Como o mobile commerce se tornou uma realidade de mercado?
Desde que o iPhone foi lançado em 2007, um novo mercado virtual surgiu e se expandiu dentro dos dispositivos inteligentes, sendo esses encabeçados pelos smartphones. Essa revolução gerou muitas oportunidades de negócios, as quais se intensificaram na medida em que esses aparelhos foram se popularizando graças à adesão em massa dos consumidores e à entrada de novas fabricantes no mercado. Por isso, as empresas que quiserem sobreviver deverão se adaptar a esse cenário, incluindo o mobile commerce em suas estratégias de vendas e de e-commerce.

Todavia, é importante se ater aos padrões de responsividade das lojas virtuais para serem bem visualizadas nesses aparelhos, bem como agregar funcionalidades que expandam a experiência dos usuários. Por exemplo, interatividade com redes e mídias sociais, o que algumas grandes varejistas onlines já fazem. Dessa forma, qualquer empresa poderá aproveitar o m-commerce corretamente, tornando-o até mesmo um diferencial para os seus negócios.

É fundamental também que todo gestor busque se aprofundar nos conceitos e possibilidades desse campo para que realize investimentos de forma adequada e obtenha os retornos esperados. Além, é claro, de acompanhar as tendências do setor, pois ele está sempre em constante renovação e modernização.

Agora, que tal compartilhar esse artigo nas suas redes sociais para que mais gente também possa descobrir as vantagens do m-commerce?

mesa-admin

Mesa Mobile Thinking

Comentários

Categorias

Arquivo

Instagram

Siga-nos!

Facebook

Veja Também
VISITE NOSSO SITE

Mesa - Copyright ® 2015